30 de setembro de 2020
6 min leitura

E-mail marketing: estratégias que podem impulsionar os seus resultados

e-mail marketing

O e-mail marketing é, como o nome sugere, o e-mail utilizado como ferramenta de marketing digital, por meio de campanhas que visam a criação ou manutenção do relacionamento com os potenciais clientes, gerando mais resultados nas vendas.

Usar essa estratégia vai além de tentar vender. O e-mail marketing pode ser utilizado como um modelo de comunicação, onde você promove informações sobre o seu produto ou serviço para aqueles que já se mostraram previamente interessados na sua solução.

Mas, caso o potencial cliente não se mostre mais interessado nessas campanhas, o e-mail marketing oferece a opção de cancelamento de recebimento – algo que demonstra respeito por parte da empresa por aqueles que estão recebendo esse tipo de comunicação.

Na era da Internet, é muito comum que os usuários se inscrevam para receber e-mails daquilo que eles estão interessados, especialmente por meio de estratégias de captação de leads por meio de conteúdos ricos, como já explicamos neste ebook sobre inbound e outbound.

Fazer download do ebook gratuito 

E-mail marketing ainda é útil?

De acordo com a empresa Radicati, até o final de 2021 o número de usuários de e-mail deve passar de 4 bilhões. Segundo este estudo, a quantidade de e-mails enviados pode ultrapassar os 310 bilhões.

Além disso, o e-mail é o espaço online onde os usuários preferem para manter contato com as marcas. De acordo com um estudo da Adobe, 58% dos participantes preferem receber promoções de produtos e serviços por e-mail no lugar de redes sociais ou aplicativos.

Observando os dados acima, não tem como não notar a importância de estar se comunicando com os potenciais clientes por e-mail! Então sim, essa estratégia ainda é útil.

Hoje, porém, o grande desafio não está em apenas enviar o e-mail marketing, mas sim em encantar leitores, obter interações e manter uma lista de e-mails limpa e crescente, sem fazer spam. Também é um desafio buscar uma maior taxa de abertura e cliques, que vamos explicar mais abaixo.

E, para além de ser muito útil, ainda, o e-mail marketing ainda conta com uma série de benefícios:

– É uma forma econômica de comunicação, já que as campanhas são de baixo custo;

– É possível automatizar o envio dos e-mails, o que agiliza os processos e permite a segmentação de campanhas pensando em cada etapa do funil de vendas;

– Aumenta o reconhecimento da sua marca ao se fazer presente por meio de uma comunicação efetiva com seu cliente ou lead;

– Além disso, é possível medir resultados, de cada e-mail e campanha, já que os sistemas de envio fornecem as estatísticas que medem a eficácia das ações;

 

Como conseguir maior taxa de abertura e cliques?

Uma das grandes vantagens do e-mail marketing é que, ao abrir o que você enviou, o lead tem toda a atenção capturada pelo conteúdo enviado. Isso porque, ao abrir a mensagem, ela ocupa boa parte da tela do dispositivo.

Mas, para que eles abram, é preciso ter um planejamento que vise instigar essa ação. Existem duas métricas: a das pessoas que abrem o e-mail (taxa de abertura) e de pessoas que clicam em um link dentro do e-mail (click-through).

E, a taxa de cliques, depende totalmente da taxa de abertura! Por isso, você precisa instigar as pessoas a abrirem o seu e-mail, por meio de um bom call-to-action.

Por isso, o nome do remetente e a linha de assunto são muito, muito importantes. Uma linha de assunto bem trabalhada e objetiva, com o nome do leitor, enviada em horários em que as pessoas mais costumam usar e-mail (durante os dias de trabalho e depois do almoço, por exemplo), podem ajudar na taxa de abertura.

Além disso, a análise dessas métricas é primordial para elaborar novas estratégias caso as que estão sendo realizadas não estejam exercendo bons resultados.

Templates de e-mails responsivos também são primordiais. Pense sempre nos tablets e celulares! Os dispositivos móveis são cada vez mais usados e é impensável formular uma campanha sem pensar num design que dê para todas as telas.

Os e-mails devem ser enviados com frequência, para que o contato com o lead seja contínuo, realçando a presença da sua marca.

Além disso, você deve:

– Ter sua própria base de contatos, capturados de forma espontânea;

– Renovar essa lista sempre que possível, incluindo novos e-mails e retirando aqueles que não recebem mais suas mensagens;

– Segmentar cada lista, com base no que você conhece sobre cada usuário, para poder criar conteúdo direcionado para os diferentes perfis de contatos e as diferentes etapas no funil de vendas;

 

O que enviar?

Existem uma série de possibilidades de envios, com várias finalidades diferentes. Confira os mais comuns:

 

Convites

Muito útil para gerar engajamento, ao convidar para algo que seja relevante para o seu potencial cliente, como por exemplo sorteios e eventos.

A interação e taxa de abertura desses e-mails costumam ser boas. Por isso, é preciso ter uma boa chamada, que instigue o clique.

 

Newsletters

É uma forma direta e simples de manter o contato com o potencial cliente, que ajudam a posicionar a sua marca e redirecionar os leads do e-mail para o blog da sua empresa.

Se o lead se inscreveu para receber esse tipo de conteúdo, então ele espera por ele e vai, muito provavelmente, abrir ao receber.

 

Promoções

Promoção é algo que todo mundo gosta. E, diferente de newsletters, que são mais informativas, as promoções visam gerar conversões e são mais diretas na chamada para a compra. Então, a linguagem entre as duas deve ser diferente!

 

Eventos temáticos e datas especiais

É sempre importante lembrar de datas como Natal, Dia das Mães, dentre outras datas festivas e comemorações, aproveitando não apenas para homenagear os potenciais clientes, mas também pensar em estratégias de venda.

Para isso, pense também em datas comemorativas dentro do seu segmento. No setor da construção civil, por exemplo, um dia interessante para se lembrar é o Dia do Engenheiro Civil. Além da homenagem, é possível pensar em uma campanha especial para a data.

Além disso, os e-mails podem ser enviados de forma personalizada e segmentada. Outra dica válida é sempre colocar o nome da pessoa no e-mail, para que ela sinta proximidade e confiança ao receber.

 

Conclusão

Sim, o e-mail marketing ainda é muito útil. De baixo custo e bom retorno, é preciso investir nessa estratégia para se comunicar de maneira mais próxima com os potenciais clientes. Em conjunto com outras estratégias de marketing digital, podem auxiliar em um crescimento nas vendas e na fidelização dos clientes.

 

 

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *